Sucessão em Empresa Familiar

Por Ricardo Pamplona

A sucessão em empresas familiares é tema delicado para a grande maioria dos empresários. Para ser bem sucedida ela requer planejamento, tempo, senso de oportunidade, liderança, e, o que é muito importante, uma consultoria especializada com isenção suficiente para olhar o cenário da sucessão com profissionalismo.

Conforme pesquisa do Sebrae, 90% das empresas brasileiras são familiares. Além disso, elas são essenciais para a economia, já que representam 65% do PIB e 75% da força produtiva do país. Mas, infelizmente, apenas 30% delas sobrevivem à primeira sucessão, sendo que 5% alcançam a terceira geração.

A figura do fundador centralizador e líder nato de toda a história da empresa é o principal calcanhar de Aquiles para uma sucessão bem sucedida. Localizar os herdeiros aptos para a sucessão exige dos candidatos experiência, conhecimento técnico, liderança, a capacidade de não misturar papéis no que se refere aos interesses familiares e corporativos, e interesse nos negócios, que vão muito além dos interesses pessoais.

A idade sucessória estimada costuma estar entre os 60 e 65 anos, podendo se estender até os 70 anos, haja visto o aumento da qualidade e da expectativa de vida. Portanto, quanto mais cedo este planejamento ter início, melhor, sempre com foco na capacitação dos herdeiros e dos papéis que eles devem assumir nos negócios da empresa.

Em média, o tempo de transição é de três a cinco anos. Mas o processo completo para a sucessão da empresa familiar pode levar até 10 anos.

É comum quando, não havendo familiares preparados e aptos para a sucessão, que outros profissionais do mercado assumam a missão de levar adiante os negócios da família. Em função disso, a contratação de uma consultoria novamente é de grande valia. Esta consultoria desempenha diferentes funções:

  • Atender aos interesses do negócio de forma apartidária;
  • Orientar a empresa com relação aos desafios que ela terá pela frente;
  • Mediar conflitos;
  • Avaliar o cenário dos candidatos na linha sucessória;
  • Captação de investimentos financeiros;
  • Atualização tecnológica;
  • Definição do modelo organizacional de gestão de forma transparente;
  • Abertura de capital;
  • Etc.;

Quando o sucessor é um profissional contratado no mercado, os herdeiros familiares podem assumir cargos, por exemplo, no conselho da empresa. Com a perda do fundador e principal liderança em um negócio familiar, o desafio é manter a relevância da empresa, evitando a sua falência e a venda do negócio.

A Pamplona Consultoria pode orientar a sua empresa no seu processo de planejamento sucessório. Entre em contato conosco:

Fone: (47) 3033-0744
Cel.: (47) 99786-1400
www.pamplona.adm.br
ricardo.pamplona@pamplona.adm.br

Siga nossas redes:
facebook.com/pamplonaconsultoria
instagram.com/pamplonamkt

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Notice: Undefined index: cookies in /home/pamplona/public_html/wp-content/plugins/live-composer-page-builder/modules/tp-comments-form/module.php on line 1638